Domingo, 13 de Julho de 2014

A criança de Timor

A criança de TIMOR

 

 

Querem que sejas o País do Sol Nascente,

Votaste a liberdade, mantém-se a dor

Sejam solidários, mundo indiferente,

Porque chora uma criança em Timor!

 

 

Não há paz, nem liberdade infelizmente,

Os povos da terra esquecem teu clamor,

Hipócritas; sabem que o opressor mente,

Diz que a criança já não chora em Timor.

 

 

Semearam ódio, violência e terror,

Ai, mundo triste, indiferente, e sem amor,

Ninguém se compadece, onde está o coração,

 

 

Contudo, vamos dar-vos a razão,

Essa criança foi coberto com um véu,

Já não chora em Timor, chora no Céu. 

publicado por Carlos Pereira às 00:31
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


.posts recentes

. ...

. O Moinho Velho

. Casa de pedra e barro rui...

. Mulher

. Só mente Abril

. Nenhures

. Cem anos a salvar vidas

. Rebeldia de amor

. Rescaldos

. Tentação

.arquivos

. Outubro 2016

. Março 2016

. Abril 2015

. Março 2015

. Dezembro 2014

. Julho 2014

. Abril 2008

. Março 2008

blogs SAPO

.subscrever feeds