Sexta-feira, 20 de Março de 2015

Pátria Mãe

 

È quase uma ilha esta terra de ilusões.

Que maravilhosa beleza encanto de país,

Este recanto que eu canto, é de Camões,

E de Bocage, assim se diz e rediz.

 

Grandes poetas, maiores feitos históricos,

Que salvou a nado o corajoso Luís,

Grande Vaz, de vícios alegóricos,

Há muito jaz, este rapaz de cariz.

 

Ao menos um, que da terra brote,

Traga poemas dentro de um pote,

Venha ver sua terra descarnada.

 

Senão venham os dois, ou um magote,

Todos os poetas, venham a trote,

Salvar sua pátria muito amada.

 

 

publicado por Carlos Pereira às 16:49
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


.posts recentes

. ...

. O Moinho Velho

. Casa de pedra e barro rui...

. Mulher

. Só mente Abril

. Nenhures

. Cem anos a salvar vidas

. Rebeldia de amor

. Rescaldos

. Tentação

.arquivos

. Outubro 2016

. Março 2016

. Abril 2015

. Março 2015

. Dezembro 2014

. Julho 2014

. Abril 2008

. Março 2008

blogs SAPO

.subscrever feeds